Cidade testa Faixas de Pedestres 3D na prevenção de acidentes

Uma pequena cidade na Islândia, chamada Ísafjörður, ganhou as manchetes mundiais recentemente. O órgão de trânsito local está testando a faixa de pedestre 3D.

A novidade por lá já foi utilizada em Nova Deli, na Índia e tenta fazer com que motoristas fiquem atentos nestes locais de travessia de pedestres diminuindo os índices de acidentes.



Estando em fase experimental, ainda não há comprovação de que a estratégia surte efeito na prevenção a acidentes, mesmo assim, o conselho municipal decidirá se novas faixas 3D serão adicionadas em outras ruas da pequena Ísafjörður.

Dados da ONU

A diminuição da velocidade nas vias é uma das medidas apontadas pela ONU (Organização das Nações Unidas) para reduzir a mortalidade em acidentes. Conforme o Relatório Global sobre o Estado da Segurança Viária 2015, da OMS (Organização Mundial da Saúde), metade das mortes no trânsito de todo o mundo ocorre entre motociclistas (23%), pedestres (22%) e ciclistas (4%). No documento, a organização recomenda que os limites de velocidade máxima nas localidades devem ser inferiores ou iguais a 50 km/h.

Além disso, as autoridades locais devem ter o poder de legislar sobre a redução dos limites de velocidade, para que levem em consideração as circunstâncias locais, tais como escolas ou grandes concentrações de usuários vulneráveis das vias. No entanto, apenas 47 países (representando 950 milhões de pessoas) cumprem ambos os critérios legislativos para as melhores práticas sobre gestão da velocidade em áreas urbanas.