Cientistas descobrem vidro que se regenera

Já imaginou ter a tela do seu smartfone totalmente regenerada em questão de minutos logo após trincar-se devido a uma queda? Ou o mesmo conceito nos vidros dos automóveis e até objetos pessoais? Pois é, este material foi recentemente descoberto. Mas especialistas afirmam que ainda vai levar um tempo para a novidade chegar às indústrias.

Um grupo de cientistas japoneses trabalhava na criação de novos adesivos quando o estudante de pós-gradução Yu Yanagisawa descobriu acidentalmente que um polímero de baixa pressão molecular, Políester Tioureia, tinha propriedades de regeneração.

O vidro feito com este material pode se regenerar pressionando as peças quebradas durante alguns segundos e assim ele recupera sua resistência original, confirmaram os pesquisadores através de vários experimentos.

Já foram desenvolvidos materiais como borracha auto reparadora, mas os cientistas asseguraram que é a primeira vez que é criada uma substância dura que pode ser fixada em temperatura ambiente.

Yanagisawa expressou seu desejo de que o vidro possa ser usado como material ecológico.